No Censo 2010, mais de 190 mil recenseadores visitaram 67,6 milhões de domicílios nos 5.565 municípios brasileiros. Neste site você encontra as informações sobre todas as etapas de realização do Censo 2010, com destaque para os resultados da pesquisa.

Que temas são investigados no Censo? - O Censo investiga temas para domicílios e moradores. Acerca dos domicílios, temos, por exemplo: iluminação, abastecimento de água, saneamento, existência de computador com acesso a Internet etc. Já os moradores são questionados acerca de escolaridade, trabalho e rendimento, idade, cor/raça, deficiência etc. Para conhecer todas as variáveis investigadas, os questionários do Censo estão disponibilizados no site do Censo no portal do IBGE na Internet (www. censo2010.ibge.gov.br).

Quais os critérios que pesam na escolha dos temas investigados no Censo? - Para a seleção dos tópicos a serem investigados no Censo 2010, foram considerados vários fatores: as consultas aos usuários do Censo, a revisão dos tópicos investigados tradicionalmente, a reavaliação das necessidades de manter série histórica, a avaliação de novas necessidades de dados e se havia alternativas disponíveis de obtenção dos dados, sempre observando-se as recomendações internacionais. Ressalte-se ainda o tempo de resposta que, devido ao tamanho da operação, não deveria ficar acima do que os testes demonstraram.

Há alguma determinação legal para que determinados temas constem nos questionários do Censo? - O artigo 17 da Lei Federal nº 7.853, de 24 de outubro de 1989, criou a obrigatoriedade de incluir nos Censos Demográficos questões específicas sobre pessoas portadoras de deficiência, com o objetivo de quantificar esse grupo e conhecer sua realidade social e econômica.

Existem quantos questionários? - Existem dois tipos: o "básico" e o "da amostra". Todas as perguntas do questionário básico também estão contidas no questionário da amostra, de forma que essas variáveis comuns são investigadas censitariamente, ou seja, para todos os domicílios e pessoas. Isto permite que os registros dos dois tipos de questionários formem o conjunto Universo, ou seja, informações básicas para a totalidade da população recenseada.

Onde é possível ter acesso aos questionários do Censo 2010? - Os questionários do Censo 2010 podem ser encontrados no portal do IBGE, no qual há link para o site do Censo 2010 (www.censo2010.ibge.gov.br).

Por que existem os dois questionários? - Aplicar um questionário extenso em todos os domicílios do País não é uma alternativa viável diante dos custos envolvidos e do prazo que seria necessário para liberar os resultados. Assim, a opção foi investigar, para a totalidade dos domicílios, as variáveis que constam do questionário básico e, para uma amostra de domicílios, proceder a uma investigação mais detalhada, com o questionário da amostra (lembrando que todas as perguntas do questionário básico também estão contidas no questionário da amostra).

Como é feita a escolha de quem vai responder ao Questionário da Amostra? - Primeiro, é importante lembrar que o Censo é uma pesquisa domiciliar e que o IBGE visita todos os domicílios do País, onde um ou mais moradores respondem ao recenseador e prestam informações sobre todos os que ali moram. A seleção dos domicílios para a amostra (o que significa definir qual tipo de questionário será aplicado em um determinado domicílio) será feita automaticamente, no computador de mão (PDA). Os domicílios são cadastrados no PDA e fazem parte de uma lista da qual os domicílios que farão parte da amostra serão sorteados. A seleção é aleatória, independente em cada setor censitário, de acordo com a fração amostral definida para o município, e de forma que seja espalhada geograficamente por toda a extensão do setor censitário.

Quantos domicílios vão responder ao Questionário da Amostra? - Aproximadamente 11% dos domicílios (cerca de 6,4 milhões) responderão ao questionário da amostra. E para poder fornecer informação com maior precisão para os municípios de menor porte, o Censo 2010 irá aplicar cinco frações amostrais diferentes, de acordo com o tamanho do município em termos de população estimada para 2009. A fração amostral em municípios pequenos tem de ser maior para que a amostra tenha um tamanho adequado a fim de garantir a qualidade das estimativas do Censo. No quadro abaixo você pode conferir as frações amostrais:

Habitantes no Município Domicílios Questionário Amostra Nº de Municípios
Até 2.500 50% 260
Mais de 2.500 até 8.000 33% 1.912
Mais de 8.000 até 20.000 20% 1.749
Mais de 20.000 até 500.000 10% 1.604
Mais de 500.000 5% 40
Total 11% 5.565

Os resultados obtidos na amostra representarão as características do conjunto total da população e dos domicílios? - Os totais municipais são estimados atribuindo pesos aos domicílios e pessoas investigados na amostra. O que está por trás desse peso é a fração amostral usada para o município (vide quadro acima). Assim, por exemplo, de forma bem simplificada, nos municípios entre 20.000 até 500.000 habitantes, onde é usada a fração amostral de 10%, cada domicílio investigado vale por 10, ou seja, vale por ele mesmo e por mais outros nove que ele representa. Chega-se, assim, a estimativas para o total da população e dos domicílios. Importante destacar que as frações amostrais foram definidas tendo em vista a qualidade dessas estimativas, de tal forma que os totais municipais divulgados para as variáveis investigadas somente na amostra tenham precisão aceitável. Para transparência dos resultados, o nível de precisão de cada variável é também divulgado pelo IBGE.

Existem novas perguntas no Censo 2010? - Sim. Abaixo segue listagem com as principais inclusões:

Em relação aos domicílios, o IBGE investigará: Uso de medidor e disponibilidade de energia elétrica; existência de telefone celular, motocicleta, acesso à Internet; emigração internacional; e responsabilidade compartilhada do domicílio (podendo ser indicados um ou mais responsáveis);

Em relação aos moradores, o IBGE investigará: Para a população indígena, a etnia ou povo a que pertence e a língua falada; existência de registro de nascimento para os moradores com até dez anos; migração interna de última etapa; inclusão de curso de especialização de nível superior como o mais elevado que frequenta ou frequentou; identificação de rendimentos provenientes de programas sociais; se trabalha em um só local e tempo habitual de deslocamento de casa para o trabalho, arranjo familiar de cônjuges do mesmo sexo.

Como o IBGE investiga a cor das pessoas no Censo? - De forma autodeclaratória. O método da autodeclaração é consagrado internacionalmente e foi ratificado na Declaração de Durban (Relatório da Conferência Mundial Contra Racismo, Discriminação Racial, Xenofobia e Intolerância Correlata*). O recenseador pergunta ao entrevistado qual a cor ou raça deste, e ele pode optar entre as opções: "Branco", "Preto", "Amarelo", "Pardo" ou "Indígena".

*De 31 de agosto a 7 de setembro de 2001, organizada pela ONU, foi realizada a III Conferência Mundial contra o Racismo, a Discriminação Racial, a Xenofobia e as Formas Conexas de Intolerância, em Durban, na África do Sul, conhecida como Conferência de Durban. Na Declaração de Durban, a autodeclaração é mencionada no artigo 92 do capítulo 2 "Políticas e práticas: Coleta e disseminação de dados, pesquisas e estudos".

Como o IBGE investiga a deficiência no Censo? - De forma autodeclaratória. No Glossário deste Guia, você encontra todas as definições que englobam o tema deficiência.


© 2017 IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística