No Censo 2010, mais de 190 mil recenseadores visitaram 67,6 milhões de domicílios nos 5.565 municípios brasileiros. Neste site você encontra as informações sobre todas as etapas de realização do Censo 2010, com destaque para os resultados da pesquisa.

Por que o IBGE tem que fazer contratações para o Censo? - Os cerca de sete mil servidores do quadro permanente do IBGE em todo o país não seriam suficientes para realização do Censo em todo Brasil. Portanto,é necessário contratar pessoal, em regime de trabalho temporário.

Quantas pessoas, e para que funções, o IBGE contratou? - Para a realização do Censo foram contratados 332 analistas censitários, 33.012 agentes censitários e serão contratados 191.972 recenseadores. Os analistas estão envolvidos no planejamento do Censo; os agentes, na organização logística e acompanhamento da coleta; e os recenseadores realizarão a coleta de dados.

Ao todo, quantas pessoas trabalharão no Censo? - A operação censitária envolverá cerca de 230 mil pessoas espalhadas em todo o país, incluídos os servidores permanentes do IBGE e o pessoal temporário selecionado por processos seletivos simplificados.

Todos os profissionais foram contratados ao mesmo tempo? - Foram realizados três processos seletivos distintos. Os analistas censitários começaram a trabalhar em março de 2009, os agentes censitários em fevereiro de 2010, e os recenseadores começarão a trabalhar em julho de 2010.

Todos foram contratados por concurso público? - Os chamados "processos seletivos simplificados" se assemelham aos concursos públicos: há lançamento de edital e realização de prova para a seleção de pessoal.

Como o IBGE treina o pessoal contratado? - Mais de três mil servidores do IBGE e analistas censitários já participaram do Programa de Certifi cação do Censo 2010, da Escola Virtual do IBGE. O objetivo é qualifi car os envolvidos na operação censitária, fornecendo uma visão abrangente de todo o processo, por meio do ensino a distância - EAD.

Além dos processos de auto-instrução, os agentes censitários e recenseadores também assistem a treinamentos presenciais, especialmente elaborados para prepará-los para o desempenho de suas funções durante a coleta de dados. O treinamento dos recenseadores, por exemplo, ocorrerá em julho e será feito em duas etapas. Na primeira etapa, eles recebem material de estudo para leitura e, na segunda, o treinamento é presencial. É quando eles tomam contato com o computador de mão – PDA (Personal Digital Assistant) - que será o instrumento de coleta de dados que vão utilizar durante as entrevistas. Nessa etapa, também são testados os conhecimentos– conceitos e aplicação – adquiridos com a leitura do material didático e treinamentos presenciais.


© 2017 IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística